DIREITO EM VOGA

Para uma Solução Jurídica Eficaz

Posted in Advocacia / Practicing Law by José Rubens Vivian Scharlack on fevereiro 10, 2010

Por José Rubens V. Scharlack
Em 23.06.2009
O tempo inédito em que vivemos, quando tudo é rápido, quando se acessa facilmente imensa gama de informações e se pode, apertando-se alguns botões conectar diferentes pessoas em distintos lugares do globo, fazer transações antes pensadas impossíveis e instruir mesmo pessoas a quem não se vê, traz a indagação de qual seria o papel do Advogado e de sua solução jurídica nos dias atuais. Sabe-se que o Direito hoje, apesar de ainda referir-se ao passado, é imensamente mais rico e clusterizado do que antes. A formação de profissionais do Direito e a oferta de serviços jurídicos multiplicaram-se nas últimas décadas, principalmente no Brasil.
Neste cenário, uma coisa não mudou: a solução jurídica deve ser eficaz, isto é, deve, a exemplo de qualquer atividade humana remunerada, trazer resultado útil a quem a contrata. Entretanto, quem a contrata hoje não é a mesma pessoa que a contratava no passado. O Cliente mudou e, com isso, mudaram os contornos da solução jurídica por ele demandada.
Nossa experiência tem demonstrado claramente que para se entregar uma solução jurídica eficaz é necessário, antes, conhecer o Cliente, seu negócio e a situação que o levou a procurar o auxílio de um Escritório de Advocacia. Somente a partir da completa compreensão daquilo que o Cliente busca e do que o incomoda é que se pode construir qualquer solução que lhe seja útil. O conhecimento do Direito é uma ferramenta que, como outras à disposição do Cliente, pode ser usada ou não. E apenas quando deseja fazer uso dessa específica ferramenta, ou quando deseja saber se tal ferramenta lhe pode ser útil ou desejada em determinada situação, é que o Cliente procura o Escritório de Advocacia e, nele, seu Advogado.
Este, portanto, deve preparar-se de duas formas: a primeira, conhecendo profundamente o Direito. Nenhum resultado bom se deve esperar de uma ferramenta mal utilizada. O Direito, como ferramenta que é para o Advogado, deve-lhe ser familiar, seu manuseio lhe deve ser fácil e seus detalhes lhe devem ser conhecidos. Com isso, conhece o Advogado o material com que trabalhará a solução para qualquer problema que demandar a sua intervenção. A segunda forma de preparo é o conhecimento técnico necessário à compreensão do negócio, das situações e das dúvidas do Cliente. Fontes outras que não a jurídica devem nutrir o conhecimento do Advogado aqui. Nenhum advogado, por mais erudito que seja no Direito, resolverá a dúvida ou situação do Cliente se bem não compreender essa dúvida ou situação. No campo jurídico, é bem sabido que o remédio também pode matar o paciente, muitas vezes até mesmo mais rapidamente do que o problema inicial.
A solução jurídica também deve ser rápida e de fácil compreensão. Pareceres ou petições iniciais feitos a destempo ou que congregam páginas e páginas de explicações e citações confundem o cliente, cansam o juiz e, por isso mesmo, podem não resolver o assunto. O Advogado deve trabalhar com o senso de urgência do cliente e ter a sensibilidade de preparar o material adequado para seu destinatário final. O uso de frases simples e de ilustrações pode facilitar bastante o trabalho de quem empregará o material do Advogado como ferramenta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: